Regime tributário para youtubers e influencers: como funciona?

Saiba As Diferenças Entre Os Regimes Tributários Para Youtubers E Influencers! - Foguete Contabilidade

Compartilhe nas redes!

Como funciona o regime tributário para youtubers e influencers

Conhecer as principais regras e exigências da tributação para youtubers e influencers é fundamental para evitar problemas fiscais. Saiba mais sobre os regimes tributários!

O regime tributário a ser escolhido por youtubers e influencers é um tema no qual muitos possuem dúvidas, especialmente antes de iniciarem no meio digital.

Por se tratar de atividades diferentes, que visam abordar pautas inovadoras, gerando variados modos de faturamentos, desde renda a parcerias, com patrocínios ou parcerias, é essencial estar atento aos detalhes.

Neste artigo, apresentaremos os principais aspectos relacionados às questões tributárias para você, que deseja começar ou já está inserido nesse meio, conseguir tirar todas as dúvidas.

Portanto, fique conosco e vamos ao que interessa!

Leia também:

O que é regime tributário?

Antes de falarmos sobre os aspectos diretos da tributação para youtubers e influencers, é fundamental entender sobre os sistemas existentes.

Afinal, o que você sabe sobre regime tributário?

Trata-se de um conjunto de normas e regulamentações que tem o objetivo de determinar como uma pessoa, ou empresa, deve fazer o recolhimento dos impostos pertinentes à sua renda ou faturamento.

Os regimes podem variar conforme o tipo de atividade, porte empresarial, forma de tributação e outros fatores estabelecidos por lei — ele influencia diretamente na carga tributária.

Qual a importância do regime tributário?

Definir o sistema de tributação é vital, pois pode impactar a lucratividade, competitividade e, principalmente, a sustentabilidade do seu negócio.

Dessa maneira, a escolha do regime tributário adequado pode proporcionar diversos benefícios, como redução de custos, aumento na margem de lucro e facilidade para realizar o planejamento tributário.

Por outro lado, a opção incorreta pode ocasionar riscos fiscais, como multas e penalidades.

Mas, afinal, quais os possíveis regimes tributários para youtubers e influencers?

Os youtubers e influencers podem realizar suas atividades, como pessoa física ou jurídica, a depender da maneira como organizam suas atividades e recebem seus rendimentos.

Acontece que cada opção possui vantagens e desvantagens a serem consideradas, cautelosamente.

A seguir, apresentamos alguns dos pontos essenciais de cada modo. Veja!

Pessoa Física

Ao atuar como pessoa física, o Imposto de Renda deve ser recolhido por meio do Carnê-Leão, no qual a alíquota pode chegar em até 27,5%.

Além disso, youtubers e influencers devem pagar o INSS como contribuinte individual, cuja alíquota é de 20% sobre o salário mínimo ou valor a ser declarado.

Sendo assim, atuar como pessoa física é vantajoso apenas para aqueles que possuem rendimentos baixos, devido ao fato de não haver custos fixos com abertura de empresa ou contabilidade — pessoas com rendimentos altos possuem carga tributária elevada.

Pessoa Jurídica

Como pessoa jurídica, será preciso realizar a abertura de empresa e, assim, escolher pelos regimes tributários disponíveis.

Dentre as opções, temos o Simples Nacional, Lucro Presumido e Real.

Confira abaixo mais detalhes sobre cada um deles:

Simples Nacional

Trata-se de um regime simplificado, que visa unir os impostos em uma única guia de recolhimento.

É ideal para microempresas e empresas de pequeno porte, pois suas alíquotas variam de 4% a 19% conforme o faturamento anual e atividade da empresa.

Vale destacar que o limite de faturamento no Simples Nacional é de até R$ 4,8 milhões por ano.

Lucro Presumido

O lucro da empresa, neste regime tributário, é uma presunção a partir do faturamento, aplicando uma alíquota fixa.

A porcentagem é de 15% de IRPJ, % de CSLL, além de 3,65% de PIS, COFINS e o ISS.

Seu limite de faturamento anual é de R$ 78 milhões.

Lucro Real

Já o Lucro Real é um sistema que apura o lucro da empresa a partir da contabilidade sobre todos os custos, despesas, receitas e investimentos que foram realizados.

As alíquotas para IRPJ e CSLL, assim como no Lucro Presumido, são de 15% e 9%, respectivamente. Entretanto, para PIS, COFINS e ISS são de 9,25%.

É essencial destacar que esse regime tributário é mais complexo, exigindo um controle contábil rigoroso.

Como a contabilidade pode ajudar na escolha do regime tributário?

Por se tratar de uma decisão estratégica, que deve ser tomada baseando-se em uma análise minuciosa das categorias do negócio, a decisão do regime tributário requer conhecimento sobre os diversos fatores envolvidos.

Por isso, o apoio contábil se faz importantíssimo!

Isso porque você terá orientações quanto às melhores opções disponíveis para suas atividades, bem como cálculos corretos e acompanhamento dos números, de forma precisa.

Além disso, uma contabilidade pode te ajudar com a verificação de possíveis restrições ou exigência legal para seu enquadramento, estimativas de faturamento, cálculo da carga tributária, além de avaliar eventuais benefícios fiscais, por exemplo.

Dessa forma, nós, da Foguete Contabilidade, podemos te ajudar!

Conte com o apoio de especialistas e defina o regime ideal para suas atividades

Ter profissionais qualificados, oferecendo assessoria e consultoria contábil ou fiscal, é essencial para a escolha correta do sistema de tributação da sua empresa.

Nós, da Foguete Contabilidade, somos especialistas no assunto e contamos com um time altamente qualificado para garantir que tome as melhores decisões em sua rotina.

Assim, evitará maiores problemas durante as suas atividades e garantirá maior lucratividade.

Portanto, conte conosco e veja como podemos ajudá-lo!

Quero falar com os especialistas da Foguete Contabilidade!

5/5 - (1 vote)
Summary
Regime tributário para youtubers e influencers: como funciona?
Article Name
Regime tributário para youtubers e influencers: como funciona?
Description
Conhecer as principais regras e exigências da tributação para youtubers e influencers é fundamental para evitar problemas fiscais.
Author
Publisher Name
FOGUETE CONTABILIDADE
Publisher Logo

Fique por dentro de tudo e não perca nada!

Preencha seu e-mail e receba na integra os próximos posts e conteúdos!

Compartilhe nas redes:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja também

Posts Relacionados

Precificação De Serviços Para Editor De Vídeo. Faça Em Passos Simples (1) - Foguete Contabilidade

Precificação de serviços para editores de vídeo: como fazer?

Veja 6 passos vitais para precificação de serviços aos editores de vídeo Entenda como precificar serviços é imprescindível para os editores de vídeo. Realize a precificação em 6 passos simples! Precificar corretamente os serviços, é fundamental para qualquer editor de

Como Social Media Deve Emitir Nota Fiscal (1) - Foguete Contabilidade

Como Emitir Nota Fiscal Sendo Gestor de Social Media?

Como social media deve emitir nota fiscal?  Aprenda a emitir notas fiscais de forma correta e eficiente como gestor de tráfego e social media. A emissão de nota fiscal é uma responsabilidade que acompanha qualquer prestação de serviços, incluindo as

Precisa de uma contabilidade que entende do seu negócio ?

Encontrou! clique no botão abaixo e fale conosco!

Recomendado só para você
Desvendando o Poder do Customer Experience: A Chave do Sucesso…
Cresta Posts Box by CP
Back To Top